terça-feira, 31 de agosto de 2010

Reforma Sanitária

Reprodução de Manifestação típica do final dos anos 1970 em São Paulo sobre a Reforma Sanitária


Movimento fundamental no entendimento da história da Saúde no Brasil, a Reforma Sanitária pode ter suas raízes rastreadas até os movimentos sociais mais incipientes da década de 1970. Ainda sim não se pode imaginar que as condições que geraram a mobilização dos mais diversos setores da sociedade no debate quanto aos caminhos da construção do que um dia viria a ser chamado SUS tenham simplesmente florecido naquela década.
Uma longa história de políticas equivocadas por parte dos Governos Federal, Estadual e Municipal associadas a adoção de um modelo hospitalocêntrico geram tamanha insatisfação popular que, junto aos movimentos de busca pela democracia formam um barril de pólvora que só poderia culminar num dos maiores paradoxos da nossa história: enquanto os demais países atacavam vorazmente o conceito de Saúde gratuita e Universal através do corte de verbas ou de mudanças em suas legislações, o Brasil adotava uma política centrada no Estado em plena onda Neoliberalizante.
Nesta tese de Fátima Masson Ideologia e Prática na Saúde - A Questão da Reforma Sanitária, são colocados elementos fundamentais para análise da origem da Reforma e de suas posteriores contradições.
Vale ressaltar que tais contradições geram debates intensos em diversos setores (academia, mídia, etc) e gera posições antagonicas como pode ser visto no texto de Luiz Roberto Barradas Barata A Segunda Reforma Sanitária e a resposta que tal artigo gerou A Verdadeira Reforma Sanitária de Sônia Fleury e Mário Scheffer. (detalhe para a trilha sonora do site - Blue in Green do magistral album Kind of Blue de Miles Davis)
Como em todos os eventos, na sala 18 da Famema. Não é necessário ter participado de eventos prévios para participar.
Até!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postar um comentário